29 de mar de 2012

Semana de 22 e o Modernismo Brasileiro

Alunos da Escola Estadual Profª Nair Palácio de Souza visitam a exposição “Semana de 22 e o Modernismo Brasileiro”, e a Exposição Literária: Cordéis de Ruth Hellmann em Dourados – MS
A Semana de Arte Moderna, realizada em São Paulo no ano de 1922, completa 90 anos em 2012. Representando um marco no movimento modernista iniciado antes de 1922 e que se prolongou pelas décadas seguintes, caracterizando-se por um grande debate de ideias e de concepções estéticas, que marcou todos os aspectos da cultura brasileira, em especial a literatura, a arte e a música, pois a Semana de 22 foi um momento de denúncias sobre desigualdades e a alienação da sociedade quanto sua própria realidade.

Em comemoração a este evento que marcou o Brasil, as professoras Fernanda Godoi Yano, Márcia Aparecida da Silva, Maria José Zanquetta e as coordenadoras Sônia Bazalia e Danielly Cristina Bernegozi Rueda da Escola Estadual Profª Nair Palácio de Souza realizaram o projeto “Revivendo a Semana de Arte Moderna de 1922”, com intuito de recriar o espírito do movimento modernista, em sua diversidade e suas contradições. Promovendo uma visita técnica a exposição “A Semana de 22 e o Modernismo Brasileiro”, que ocorreu na cidade de Dourados. Visando captar imagens, vídeos, textos e outros materiais para somar no trabalho de estruturação do projeto.

O Arte/SESC, juntamente com a Coordenadoria de Cultura da Universidade Federal da Grande Dourados (COC/UFGD), promoveu a exposição “A Semana de 22 e o Modernismo Brasileiro”, e a exposição literária “Cordéis de Ruth Hellmann”. A mostra cultural ocorreu até o dia 23 de março no salão de exposições da UFGD, localizado na cidade de Dourados.
Estão expostas dezenove obras, entre fotos e produções dos principais artistas que fizeram parte da Semana de 22, como Anita Mafaltti, Ismael Nery, Milton Dacosta, Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti e Lasar Segal.




javascript:void(0)

Nenhum comentário: