23 de nov de 2012

Alunos do Curso Técnico em Agronegócios Participam de Palestra em Batayporã



Em parceria com o Sindicato Rural de Batayporã o IAGRO (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) de Nova Andradina – MS, realizou nesta quinta – feira, dia 22 de novembro de 2012, uma palestra para os pecuaristas do município de Batayporã, referente ao manejo de vacinas de: Febre Aftosa, Brucelose e Tuberculose.
 A palestra foi realizada pela Médica Veterinária Cláudia Franciscato de Godoy, que atualmente é Fiscal Estadual Agropecuário do IAGRO de Nova Andradina – MS.
 Segundo a médica veterinária a Febre Aftosa é uma doença infecciosa que é causada por um vírus, que atinge os animais de cascos bipartidos, assim como: bovinos, bubalinos, ovinos caprinos e suínos.
 A transmissão do vírus pode se dá através das fezes, urina, saliva do animal e vias áreas. Mas na maioria das vezes a doença é transmitida pelas vias áreas. O animal pode apresentar alguns sintomas, como: febre alta, perda de apetite, apresentação de aftas na boca, salivação em excesso, odor forte e ferida nos cascos.
 Não se existe um tratamento para a doença, é indicado interditar a propriedade que está com o foco da doença e sacrificar todos os animais infectados. O local deve ficar 30 dias em vazio sanitário, pois o solo fica contaminado pelo vírus devido à secreção de urina e vezes dos animais.
 A indicação que se faz para se evitar a doença é fazer a prevenção com vacinas e medidas de prevenção educativas sanitárias (palestras de conscientização e informação).
 Durante a palestras produtores reclamaram que quando vacinam os seus animais eles ficam com tumores nos locais.
 A médica veterinária explica, que a causa pode ser pela má aplicação da vacina em local indevido ou pela falta de higienização nas seringas, que pode contaminar o animal, ocasionando os tumores. Recomenda-se fazer a troca das agulhas das seringas a cada 10 animais vacinados.
 A Brucelose é causada por uma bactéria e afeta todos os animais mamíferos de ambos os sexos, ocasionando aborto nas fêmeas. A Transmissão da brucelose se dá após o parto, onde geralmente o bezerro nasce morto. Uns dos sintomas geralmente apresentados pelos animais são: inchaço dos testículos nos machos e o cio prolongado nas fêmeas.
 O tratamento para a brucelose tem um alto custo e não é eficaz, recomenda-se fazer a prevenção através da sorologia (exame de sangue realizado por um profissional da área), que pode ser realizado em animais com 24 meses. Outra medida eficaz de prevenção é a vacinação das fêmeas, nos períodos de três a oito meses de idade.
 Recomenda-se que durante a vacinação, os animais estejam em locais sombreados e arejados, para que os animais não se estressem, para o procedimento de prevenção ser eficaz.
 A Tuberculose é uma doença infectocontagiosa, causada por um micobacterium. A transmissão se dá através das vias áreas ou pelas vias digestivas. A doença apresenta os seguintes sintomas nos animais: febre, perda de peso, respiração ofegante e tosse.
 Quando o animal contrai a doença é recomendado sacrificá-lo, devido ser uma doença infectocontagiosa e o tratamento não ser eficaz. A prevenção pode ser feita através de exames nos animais e através da adoção de medidas de higiene, assim como, limpeza e desinfecção das instalações e medidas reventivas ao se introduzir novos animais na propriedade.
 O evento contou com a presença de produtores locais e profissionais da área do agronegócio, sendo realizado na Sede do Sindicato Rural de Batayporã – MS.
Fonte: Flávio Cardoso de Brito – Técnico em Agronegócio



Nenhum comentário: